O Sal na Dieta dos Hipertensos


Reduzir o consumo de sal é pra nós brasileiros uma árdua tarefa. Acostumados com refeições bem temperadas, comemos em média 15g de sal por dia, enquanto o recomendado é apenas 8g.
Se você é hipertenso sabe que esta tarefa é ainda mais difícil. Tirar o sal das refeições faz com que elas pareçam “sem gosto” e sem graça, mas com o tempo você se acostuma a sentir o sabor natural dos alimentos.
Para quem come em casa, manter o controle desta ingestão é bem mais simples, mas se você come fora, não desista. É possível regular seu consumo de sal, afinal você não precisa eliminá-lo por completo, basta reduzir, digamos que pela metade, o que você estava acostumado a comer!
Confira algumas de nossas dicas para reduzir o consumo de sal:

  • Não deixe o saleiro à mesa.
  • Evite temperos industrializados, como Ketchup, mostarda e principalmente o shoyu.
  • Evite o consumo excessivo de alimentos prontos: Miojo, sopas industrializadas, conservas como picles e azeitona e salgadinhos como batatinhas fritas e amendoim.
  • Evite carnes salgadas como o bacalhau e a carne-seca.
  • Abuse dos temperos na cozinha. Hortelã, alecrim, alho, cebola, limão, salsinha, orégano…A lista é imensa e você pode usar e abusar!
  • Prefira os alimentos cozidos, assados ou grelhados.
  • Fique de olho nas bebidas alcoólicas. O ideal é que você consuma apenas 30g de álcool por dia, o que equivale a: 600ml de cerveja, 250ml de vinho ou 60ml de destilados, como a vodka ou whisky.

 
O SAL DIET
O sal diet também é uma boa opção para os hipertensos. Além de reduzir o cloreto de sódio consumido, ele também aumenta os níveis de potássio. Ou seja, os benefícios são duplos.
A única desvantagem do sal diet é que seu poder de salgar é menor que o sal convencional, o que leva muitos a o utilizarem em excesso.
 
Para ficar longe das armadilhas, conheça o ranking de alimentos com maiores níveis de sódio.
 

Deixe uma resposta