Arquivo da tag: nozes

7 alimentos para a saúde do cabelo

O cabelo é um instrumento de beleza, pois contorna e define o rosto e ajuda até no visual. Por isso, investimos em vários produtos industrializados para cuidar do cabelo, especialmente quem quer fazê-lo crescer mais rápido. Mas é preciso lembrar que mesmo com a variedade proporcionada pela industria, o cabelo precisa de recursos naturais, para ganhar além de comprimento, força e brilho.

Alguns nutrientes se relacionam com a saúde capilar. Incluindo alimentos com estes nutrientes em sua dieta, você estará melhorando as chances de manter seu cabelo forte e bem formado.

Aposte nesta lista com 10 alimentos diferentes, com opções para todos os gostos, para a saúde do seu cabelo.

1 – Ameixas:

A ameixa já é necessária por manter o seu intestino funcionando, mas a fruta pode ajudar também a melhorar os fios do seu cabelo. A ameixa é uma fonte de ferro muito importante. A falta do ferro pode prejudicar o cabelo a ponto de causar queda, ressecamento, afinamento, rigidez e descoloração. Resumindo, o cabelo fica fraco, e a força que a ameixa proporciona pode ajudar a recuperá-lo.

2 – Ervilhas verdes:

As ervilhas verdes são muito bem balanceadas e oferecem uma vasta gama de vitaminas e minerais. Entre estes nutrientes, estão inclusos aqueles que são importantes para ter um cabelo saudável, que são: vitamina B, ferro e zinco.

3 – Aveia:

Assim como a ameixa, a aveia trás benefícios que ajudam também o coração e o intestino. Mas além de fibras, a aveia também contém muitos outros nutrientes importantes, como zinco, ferro e ácidos graxos como o ômega 6, também conhecidos como ácidos graxos poliinsaturados (PUFAs). Estes ácidos são essenciais para uma pele saudável, crescimento e desenvolvimento de pêlos. Os ácidos devem ser absorvidos através da dieta diária, portanto é importante acrescentar a aveia a suas refeições com mais frequência.

4 – Feijão:

Leguminosas como o feijão têm sido elogiadas por suas propriedades promotoras de um cabelo saudável. Não só são uma fonte de ferro e zinco, mas também são uma grande fonte de proteína. Estudos têm demonstrado que a deficiência de proteína pode levar a cabelos gravemente insalubres ou perda de cabelo, mais especificamente. Na verdade, as mudanças no cabelo foram até consideradas uma maneira de diagnosticar desnutrição protéica em pacientes hospitalizados na década de 1970.

5– Nozes:

A noz é uma das maiores aliadas dos cabelos saudáveis. São só por conter mais ácidos graxos ômega 6 que outros alimentos, mas também por ser obter muitos outros nutrientes importantes, tornando-se um pacote de nutrientes para fortalecer o cabelo. Nas nozes pode-se contar ainda com zinco, ferro, vitaminas B e muita proteína. As nozes são uma das melhores aliadas dos cabelos saudáveis.

6 – Ovos:

Os benefícios do ovo nunca acabam, é sempre possível descobrir novidades sobre sua eficácia. Os ovos contêm nutrientes essenciais em grandes quantidades, incluindo proteínas, vitamina B12, ferro, zinco e também ácidos graxos ômega 6. Além de ser também uma fonte rica em biotina (vitamina B7), que muitas vezes é prescrita juntamente com medicamentos para combater a queda dos cabelos.

7 – Sardinhas:

A sardinha é um alimento repleto de proteína, ferro, zinco, ômega-3, vitamina D e uma grande quantidade de vitamina B12. Um kit de sobrevivência capilar.

4 alimentos que abaixam a pressão

Se você tem problemas de pressão alta e não sabe como controlar, além de consultar o médico, é claro, é sempre bom ter pelo menos um desses quatro alimentos por perto caso seja pego de surpresa:

Chocolate: Se conter de 50% a 85% de cacau, o chocolate ajuda a fazer a pressão cair. É suficiente apenas um quadradinho de uma barra para conseguir se sentir bem.

Os flavonoides do cacau propiciam a formação de óxido nítrico, que, por sua vez, relaxa os vasos sanguíneos.

Dica: É recomendável o consumo do chocolate amargo, para que haja a porção de cacau necessária para a diminuição da pressão. Evite chocolate branco, ao leite, ou qualquer outro muito gorduroso.

Nozes: A relação entre as nozes e o controle da hipertensão ainda gera muitas dúvidas. Porém um recente ensaio clínico com mais de 7 mil pessoas comprovou que o consumo das nozes e de outras oleaginosas, como amêndoas e avelãs, ajudou no controlo do pico da pressão.

Isso porque as nozes são cheias de polifenóis e de ácido alfalinolênico, uma versão do ômega-3.

Leguminosas: Uma pesquisa realizada por experts da Universidade de Toronto, no Canadá, constatou supreendentes resultados dos testes em pessoas com diabetes que comeram uma xícara diária de leguminosas – feijão, por exemplo – a intervenção não só melhorou os níveis de açúcar correndo pelo sangue como também aliviou as artérias tensionadas.

O feijão possui baixo índice glicêmico, prevenindo os picos de glicose. Com isso, também fica mais fácil controlar a pressão.

Dica: Ao preparar o feijão, abra mão de temperos industrializados, lotados de sódio. Experimente refogá-lo com alho, cebola e adicionar ervas.

Uva- Passa: Outro experimento, agora no Centro de Pesquisa em Aterosclerose e Metabolismo de Louisville, nos Estados Unidos, associou a ingestão de passas a uma redução na pressão de pessoas pré-hipertensas. Graças aos polifenóis, antioxidantes detectados na casca do alimento.

Dica: A fruta natural tem mais água do que as uva-passas, logo, elas são, o que pode culminar no consumo exagerado. Por isso, para controlar o consumo, não passe de duas colheres de sopa por dia.

 

Especial de Natal: O que não pode faltar na ceia?

A preocupação com os gigantes da ceia de Natal é grande. Decidir o prato principal, temperar o pernil, preparar uma grande sobremesa. Assim é normal acabar esquecendo dos pequenos gigantes da ceia de Natal. Sim, aqueles pequenos alimentos que são fundamentais  a mesa, saudáveis e baratos podem incrementar mais do que você imagina a sua ceia.

Lentilha: É um alimento que traz também muitas superstições, muitas pessoas acreditam que se consumida em festas de Natal ou Ano Novo, a lentilha pode trazer esperança e até dinheiro. Mas a real magia da lentilha é que ela ótima se consumida o ano todo, pois é o membro mais poderoso da família dos legumes. Ajuda a reduzir o colesterol e devido sua grande quantidade de fibras impede que os níveis de açúcar aumentem muito após uma refeição. O que garante uma ceia tranquila.

Uva: Esta fruta não só enfeita a mesa no Natal, como também trás muitos presentes para quem as consome, ela vem cheia de vitamina B, vitamina C, ferro, potássio. Na casca da uva  rosada, a presença do resveratrol ajuda na diminuição do colesterol, de coágolos sanguíneos e ainda previne a trombose.

 

Nozes: As nozes são como um escudo que defende seu corpo, elas estimulam a formação de glóbulos vermelhos, curam ferimentos mais depressa e fortalecem ossos e dentes. Com toda esta força é normal querer incluir as nozes numa alimentação rotineira, não somente no Natal.

 

Amêndoa:  Para quem gosta de alimentos mais doces como aperitivos, pode apostar na amêndoa  ou até mesmo acrescenta-la nas receitas de sobremesa para a ceia. A amêndoa possui vitamina, ácido fólico e arginina, um aminoácido que relaxa os vasos e equilibra a pressão arterial.

 

Pêssego: Além de saboroso e facilmente usado em receitas de sobremesa, o pêssego ainda hidrata. 90% do peso da fruta é culpa da água, traz os benefícios do potássio, ferro, fósforo, magnésio, e cálcio e ainda é rico em fibras. Indispensável.

 

Ameixa: A ameixa é a campeã de fibras das frutas secas, além disso vem acompanhada de cálcio, fósforo, ferro e vitaminas do complexo B que evitam problemas de pele e reumatismo. A ameixa é também indicada contra a prisão de ventro por seu poder laxativo.

 

Nectarina: Esta fruta cheia de antioxidantes protege as células do corpo contra os danos causados pelos radicais livres, contém vitaminas A, B3, C e potássio, que trazem benefícios para pele, o crescimento, e o desenvolvimento de ossos, cartilagens, dentes, gengivas. Ainda protege o organismo de infecções.

 

Com esses alimentos na mesa da ceia de Natal, você terá alimentação saudável garantida, mas não esqueça também de inclui-los na dieta do dia-a-dia.