Sistema Cook & Chill – Você sabe o que é e como funciona?

O desperdício de alimentos e a falta de praticidade no horário de maior movimento são alguns dos principais fatores que contribuíram para a queda de um estabelecimento alimentício.

Assim sendo, osistema Cook e chill foi desenvolvido na década de 1970. Essa técnica auxilia na produção e armazenamento de alimentos, o que resulta em maior tempo e eficiência na linha de produção.

Mas você sabe do que se trata este sistema? É sobre ele que iremos falar hoje, continue a leitura conosco para aprender um pouco mais.

 

Do que se trata o sistema Cook e chill?

O sistema Cook e chill é um processo que significa “cozinhar e resfriar”. É utilizado no mercado europeu e norte-americano há muitos anos porque é simples e fácil de aplicar com a tecnologia e os controles certos.

Este sistema não só permite operar com maior eficiência, produtividade e menos desperdício, mas também aumenta a flexibilidade e reduz a tensão entre equipe.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, este método não é complicado e segue os procedimentos operacionais de regulação de tempo e temperatura.

A legislação brasileira determina que, para produtos acabados resfriados a 10 ° C, o prazo de validade é de 5 dias. Para obter um maior prazo de validade, deve ser verificado por meio de testes microbiológicos e armazenado em embalagem a vácuo.

Para qualquer empresa da indústria de alimentos ou empresas de produção em massa (como fábricas), todo o processo é importante.

Essa técnica garante a padronização dos produtos mais modernos e minimiza custos logísticos devido à durabilidade.

Principalmente, se compararmos a distribuição de pratos quentes ou se houver muitas opções de pratos preparados no menu, como um restaurante a la carte.

 

Quais as maiores vantagens do sistema cook e chill?

cook and chill

Ao usar esse processo, as empresas podem reduzir o desperdício de alimentos em até 80% e podem reduzir centenas de quilos por dia, aumentando assim sua produtividade em até 60%.

Isso elimina o volume usado como margem de segurança na formulação e, em última análise, não é usado devido à perda de qualidade microbiana e sensorial. Além de minimizar custos operacionais.

Os empresários também podem ver a possibilidade de fornecer um serviço de qualidade 24 horas por dia sem desperdiçar recursos, e os chefs nem sempre estarão no local para monitorar.

Afinal, o produto acabado fica sempre armazenado de forma correta no mesmo padrão e esperando para ser concluído. Isso ajuda a garantir a qualidade superior dos produtos e a segurança alimentar.

Ao contrário de uma cozinha tradicional, onde a falta de apenas um funcionário sobrecarrega a produção e afeta diretamente a qualidade da entrega, com o sistema Cook e chill tudo é otimizado.

A manhã é um período de regeneração – isto é, é o momento de aumentar a temperatura da comida enquanto mantém a qualidade da mesma – não de preparação.

Isso reduz a mão de obra em até 15%, melhora a qualidade de vida dos colaboradores e reduz as horas extras. Desta forma, a produção é separada do horário de funcionamento, reduzindo assim o estresse e melhorando significativamente a qualidade da comida.

 

Este sistema é baseado em quê?

O sistema Cook e chill baseia-se no processo de cozimento dos alimentos antes de servi-los e resfria-los ou congelá-los rapidamente após o cozimento, minimizando o risco de contaminação e preservando as propriedades nutricionais sem alterar o sabor ou a textura dos alimentos.

A comida parece que foi preparada na hora.

Tal sistema é posto em prática a partir das seguintes etapas:

 

Cocção

Esta operação consiste em cozinhar as preparações por 5 minutos, de forma que o seu interior atinja uma temperatura mínima de 74 ° C.

Resfriamento

Após o cozimento, os alimentos devem ser colocados no refrigerador ou freezer imediatamente. O interior do alimento deve atingir 10ºC em 2 horas ou -18ºC em 4 horas.

Armazenamento

Após o resfriamento, os alimentos serão armazenados em recipiente adequado e refrigerados a 4ºC. Isso é essencial para minimizar o crescimento microbiano e preservar todas as características da preparação.

Regeneração

Ao servir, o prato é regenerado, de preferência em forno combinado.

 

Conclusão 

Quando você implementa todo o sistema Cook e chill em seu estabelecimento, com os equipamentos certos e soluções eficazes, o serviço está pronto para ser executado. 

Afinal, a produção não está relacionada às horas de consumo do restaurante, o que melhora a eficiência e a produtividade. E o mais importante: os pratos mantêm o mesmo padrão de qualidade.

Se você gostou do nosso texto e quer conhecer mais sobre outros temas relevantes, visite o nosso blog e fique por dentro de todas as nossas postagens.

Tags:

Deixe uma resposta