Direto do Forno - Blog

O cogumelo na alimentação

Apesar de ser cultivado ao redor do mundo há mais de cem anos, os cogumelos só começaram a ser plantados no Brasil na década de 1950. Por isso, ainda estamos descobrindo as maravilhas do alimento.

Sabemos o seu valor em uma receita, graças ao sabor e textura. Mas além disso, o cogumelo também pode ser um aliado para a saúde. Diferentes tipos, ajudam a emagrecer, a prevenir doenças cardiovasculares e ainda controlam o colesterol.

Tudo isso pois são altamente nutritivos e com pouca gordura. Além disso, as vitaminas, proteínas, fósforo, ácido fólico e fibras presentes no alimento também são fundamentais para a saúde.

Natureza na mesa: Os cogumelos não estão nas categorias dos vegetais, verduras ou legumes, mas sim, na dos fundos. Isso pode assustar no começo, mas imagine que há 4,5 mil espécies de cogumelos comestíveis no mundo. Muito deles já são usados nos pratos dos brasileiros, como:

– Shiitake: Este tipo normalmente apresenta uma coloração escura e píleo, (aquele chapeuzinho que fica no topo do cogumelo) mais largo. É mais utilizado para saladas, massas, molhos e risotos.

– Shimeji: Estes são pequenos e de cores preto e branco. Normalmente são consumidos grelhados, acompanhando carnes. Você já deve ter visto este tipo também como adicional em um prato da culinária japonesa.

 

– Funghi: Originado da Itália, este é bastante utilizado em massas, risotos e molhos.

– Champignon de Paris: Este é o tipo mais consumido no mundo e é também o mais popular no Brasil. É aquele que apresenta coloração branca e colocamos em estrogonofes, saladas e até alguns sabores de pizza.

Escolha saudável: Além dos benefícios já citados, o cogumelo conta ainda com vitaminas do complexo B, essenciais na saúde mental e emocional.

As proteínas presentes ajudam na manutenção dos tecidos, enquanto o fósforo fortalece os ossos e os dentes.

E ainda pode-se confiar nos cogumelos como fonte de fibras, que auxiliam no funcionamento do intestino, controle de colesterol e emagrecimento, pois elas ajudam a absorver a gordura a promover a saciedade.

Quem tem problemas cardiovasculares, ou estão em tratamento contra câncer, lúpus, hepatite e HPV, pode contar com os cogumelos como fortalecedores, graças ao ácido fólico presente no alimento.

Hora da compra: O brasileiro está pouco acostumado a consumir o cogumelo, quem dirá compra-lo. Mas se você quiser incluir o alimento na sua dieta diária e leva-lo para casa, tome certos cuidados na hora da compra e conserva.

Verifique se o cogumelo está firme e com coloração forte, sem manchas ou outras tonalidades na superfície.

Depois que comprar, guarde na geladeira. Você pode mante-lo lá por dez dias, mas prefira consumi-lo em até cinco.

Antes de consumir, não se esqueça de lavar. Esfregue com uma toalha de papel umedecida e enxágue. Não deixe de molho na água, para não perder o sabor.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *