Direto do Forno - Blog

Especial Copa: A variedade na Croácia

Como o tempo passa rápido! Até outro dia estávamos em frente a TV ligados na decisão da FIFA de quem iria sediar a próxima Copa do Mundo e vibramos quando o Brasil foi anunciado. Depois a apreensão foi para conferir os convocados para compor a Seleção Brasileira que vai brigar pelo Hexa-campeonato. E agora, já estamos nos preparando para assistir ao primeiro jogo da Copa.

A estreia do campeonato e da Seleção Brasileira será nesta quinta-feira contra a Croácia na Arena Corinthians em São Paulo, e é claro que vamos torcer para os jogadores de verde e amarelo em campo, mas você deveria prestar atenção no adversário também.

Vamos deixar de lado um pouco sua tradição no futebol, que vem sendo construída e fortalecida, e conhecer a culinária do nosso primeiro adversário no mundial, que varia dependendo de sua região e tradições europeias de cultivo.

Um nome que descreveria bem os hábitos alimentares croatas seria: variedade. Em cada região do país pode-se aproveitar um tipo de especialidade e pratos diferentes criados a partir delas.

O primeiro adversário do Brasil na Copa do Mundo consome muito queijo, frutos do mar e diferentes tipos de carne

– Nas regiões da Istria, Dalmatia e costa adriática por exemplo, os frutos do mar e tipos especiais de queijo e presunto dominam o cardápio. Os pratos mais típicos são peixe grelhado, scampi frito, sopa de frutos do mar, salada de frutos do mar, queijo em óleo, presunto defumado em vinho branco com frutas, mexilhões Buzar e quisado de peixe.

Os frutos do mar, principalmente os peixes, podem prover uma grande quantidade de Ômega 3, gordura que faz bem ao organismo e fortalece o coração, e unidos aos benefícios do vinho e queijo (que, se consumido ao óleo deve ser com moderação) proporcionam sabor e muitos outros benefícios.

– Já a Ilha de Pag, trata-se de uma região montesa do litoral da Croácia, onde são criados muitos cordeiros e cabras. Por isso os principais pratos envolvem a carne destes animais assada em cuspe ou grelhada. A sopa de cordeiro azeda também é uma tradicional especialidade, especialmente nos períodos mais frios do ano no país.

Além da maciez e do sabor deste tipo de carne, há outros benefícios que os croatas recebem por consumir tanto cordeiros e cabras, como o baixo teor de gordura, baixa taxa de colesterol, alta quantidade de cálcio e proteína, além da ação anti-inflamatória que proporciona a resistência imunológica.

– Enquanto isso, a Croácia continental tem hábitos mais “salvagens”, oferecendo carne e avícula. Em Hrvatsko Zagorje, se come muita galinha ou pato servidos com mlinci, uma massa empapada), já em Samobor, as salsichas defumadas, presunto cozinhado e pernas de porco são os pratos mais famosos, além da tradicional kotlovina, costeletas que são preparadas ao ar livre em panelas férreas e servidas com batata assada.

– Em Slavonia, o cardápio torna-se picante. As salsichas, os salames, pratos com peixe, presunto, queijo e muitos outros tradicionais ganham muito tempero.

Agora que conhecemos tanto sobre a culinária croata, tá liberado torcer com a camisa do Brasil enquanto come alguns petiscos de queijo durante o grande jogo?

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *