Direto do Forno - Blog

A dieta Mind contra o Mal de Alzheimer

Duas dietas foram unidas para juntas, combaterem doenças cerebrais como o mal de Alzheimer.

A dieta mediterrânea e a Dash foram combinadas pela pesquisadora americana Martha Morris. As duas são reconhecidas por combaterem doenças cardiovasculares, mas o que se descobriu é que grande parte dos fatores de risco cardíaco também estão por trás dos danos cerebrais.

dieta mind

A nova dieta criada recebeu o nome de Mind sigla em inglês para Intervenção Mediterrânea-Dash para atraso Neurodegenerativo”, além de significar também “mente”. Em pesquisa realizada por 11 anos, conclui-se que quem seguiu esta nova dieta teve 35% menos de chance de ter o mal de Alzheimer.

 

A dieta Mind prega que se adicione em sua rotina 10 alimentos, são eles:

 

Peixes

O consumo de peixe assado ou grelhado está associado ao aumento de massa cinzenta e as áreas mais beneficiadas são as responsáveis pela memória e aprendizado. Só não vale fritar o peixe, porque ai ele perde suas características boas e ganha a pior gordura para a cabeça.

Leguminosas

As leguminosas como feijão, ervilhas, grão-de-bico e lentilhas são ricas em Vitamina B1 que ajudam a fabricar um neurotransmissor que consolida e fortifica a memória.

 

Grãos integrais

Os grãos integrais são riquíssimos em fibras, principalmente as insolúveis, que fazem com que o corpo utilize a insulina de forma mais eficiente o que é ótimo já que o cérebro encara seu excesso como uma situação de risco e para evitar problemas, evita sua entrada por lá. 6 colheres de sopa por dia já garantem as porções indicadas.

 

Frutas Vermelhas

As frutas vermelhas como o morango, framboesa, amora e mirtilo, são fonte de antocianinas, substâncias antioxidantes, vasodilatadoras e neuroprotetoras. No Brasil, a fruta vermelha mais fácil de ser encontrada é o morango, que também é uma das que mais recebe agrotóxicos, substâncias que são prejudiciais ao nosso sistema nervoso. Por isso, sempre que possível escolha as frutas orgânicas.

 

Folhas escuras

As folhas escuras como rúcula, mostarda, espinafre, agrião, couve, escarola, almeirão, entre outras, devem ser consumidas todos os dias! Em estudo, quem consumia 1 a 2 porções por dia tinha habilidades cognitivas de uma pessoa 11 anos mais jovem.

 

Verduras e legumes

1 porção diária de legumes e vegetais além das folhas escuras deve ser incluída em sua rotina. Pode ser cenoura, abóbora, berinjela, abobrinha, beterraba…

 

Azeite

O azeite extra-virgem ajuda a combater proteínas danosas ao cérebro e ainda oferece muitas gorduras boas ao corpo.

Vinho

1 taça por dia é suficiente para prover ao corpo a quantidade ideal de resveratol, uma substância que inibe a aglomeração de proteínas formadoras de placas que cortam a comunicação entre os neurônios.

 

Frango

As aves são ricas em Vitamina B que protegem os neurônios.

 

Nozes e Oleaginosas

Nozes, amêndoas e castanhas, além de combaterem a fome entre as refeições também são ótimas opções antidemência. Neste mix, lembre-se de incluir a castanha-do-pará que é ótima fonte de selênio, que protege os neurônios.

 

Nesta dieta, também é sugerido que se reduza o consumo de Queijos (1 porção por semana), carnes vermelhas(até 4 porções por semana), manteiga (1 colher de sopa por dia), doces (até 4 porções por semana) e fast-food (2 vezes por mês).

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>