Receita de Páscoa: Bacalhau ao forno

Para quem segue a tradição da Semana Santa a risca, ou para quem só gosta mesmo de um delicioso bacalhau para servir a família no domingo. Aqui está a melhor opção para este feriado de Páscoa. 

Além de saboroso e tradicional, o bacalhau possui alto valor nutritivo, é de fácil digestão e contém vitaminas A, E e D, além de colesterol quase zero.

Aproveite esta dica de bacalhau ao forno para o tradicional almoço de Páscoa.

Você vai precisar de: 

  • 1 kg de bacalhau dessalgado em lascas
  • 1 litro de molho branco
  • 2 maçãs verdes
  • 1 xícara de azeitonas verdes
  • 1 xícara de azeitonas pretas
  • 1 xícara de figo em calda
  • Cebola e salsinha picada
  • Queijo mussarela fatiado
  • Azeite, sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:

Aqueça o azeite e refogue a cebola, a salsinha e depois coloque o bacalhau. Depois de picar as azeitonas, acrescente-as a mistura. Depois de aquecido, acrescente o molho branco e desligue o fogo. Transfira a mistura para uma forma, e cubra com o queijo mussarela. Por fim, leve ao forno para gratinar.

Que tal como acompanhamento, um delicioso arroz e uma salada?

O feno-grego pode melhorar sua saúde

As saponinas e as fibras presentes no feno grego trazem benefícios pouco conhecidos ao corpo humano. Tomando como um chá, ou incluindo na alimentação, a planta medicinal pode servir como relaxante ou até vitamina.

Conheça como o feno grego pode ser útil para alguns problemas: 

  • Para menopausa: A diosgenina, presente no feno grego é semelhantes ao hormônio necessário no corpo feminino, o estrogênio. Ao digerir o feno grego, a mulher fortalece o que tinha perdido em etogênio e terá os nervos mais controlados durante este período, reduzindo os sintomas da menopausa.
  • Para colesterol: O feno-grego reduz o nível da lipoproteína negativa, de baixa densidade (LDL), ajudando a reduzir o colesterol ruim.
  • Para problemas cardiovasculares: Os 25% de galaxtomananos (fibra natural solúvel que reduz doenças cardiovasculares) presentes no feno-grego podem fazer grande diferença se consumido no dia a dia.
  • Para diabetes: De acordo com estudos de pesquisadores indianos, o feno-grego pode aliviar as diabetes tipo I e II. Durante estes estudos, um paciente com o tipo I da doença e que consumiu o feno-grego durante as pesquisas, conseguiu liberar 54¢ de açúcar pela urina. Isto ocorre graças a presença de fibras naturais que diminuem a absorção do açúcar no sangue e ao mesmo tempo induz a produção de insulina. É recomendado o consumo diário de 15 a 20 gramas do alimento neste caso.
  • Para o emagrecimento: Uma fibra natural solúvel presente no feno-grego, a galactomanana, pode inchar no estômago, reduzindo o apetite.

Além dos benefícios citados a cima, o feno-grego pode ser usado para tratar feridas e inflamações. Mas, não é recomendado para mulheres grávidas. Membro da família do feijão, pode ser encontrado na Índia ou no sul da Europa, mas aqui no Brasil é comprado lojas de produtos e alimentos naturais.

Aprenda como comprar carne vermelha

Nos últimos meses escândalos sobre a venda de carne de cavalo no lugar da bovina tem assustado famílias. E mesmo que se tome precaução trocando a empresa que distribui a carne, não se pode confiar que se está obtendo um resultado positivo, já que não se pode saber de onde vem esta carne, pois muitas empresas têm seu próprio matadouro.

No último dia 15, a SIC (Serviço de Informação da Carne) divulgou um relatório que deve ajudar na hora da escolha da carne ideal para consumo, por isso preparamos um guia de comprar, para que você compre gato por lebre.

Primeiro passo: Embalagem

Deve-se começar sempre pelas informações contidadas na embalagem, você deve procurar se o produto passou por alguma inspeção do governo federal, estadual ou municipal. Se não achar esta informação na embalagem, verifique na loja, se não obter resposta, não compre.

 Segundo passo: Aparência

A carne deve apresentar uma cor forte de vermelho-cereja, deve ter um tom brilhante. Se o pedaço estiver embalado a vácuo, é normal ter uma cor marrom, ao abrir, após entrar em contato com oxigênio novamente, a carne deve retomar a cor original, fique atento a isso.

Terceiro passo: Higiene

Quando em bandejas, observe se a carne tem um excesso de líquido, desta forma ela não é recomendável. Já em embalagens a vácuo, o líquido pode estar presente, mas lembre-se de que ele deve ter a mesma cor da carne. Note também para a força da embalagem, tudo deve estar muito bem embalado.

Quarto passo: Lugar

É preciso verificar o lugar que você vai comprar, prefira mercados e açougues, preste atenção na higiene no lugar e pergunte sobre a carne. Lembrando que ao pagar o alimento, a pessoa que manuseia o dinheiro não pode ter contato direto com sua compra.

 

 

 

Na carne bovina se encontra excelente fonte de proteínas, minerais, ácidos graxos essenciais e vitaminas do complexo B. É preciso total aproveitamento de todas essas proteínas por isso é importante seguir todos esses passos e recomendações da SIC antes de escolher a carne que vai levar para casa.

 

Algas Marinhas podem ajudar no emagrecimento

Comuns na culinária japonesa, as algas marinhas tem benefícios para quem precisa perder peso e manter a forma. Suas proteínas, iodo e ômega 3 são proveitosos para a saúde, além da fibra natural encontrada nas algas, a alginato, que ajuda na absorção de gordura de forma mais eficiente do que a maioria dos tratamentos contra a obesidade, ou seja, ele proporciona um saciamento sem ter ingerido muita comida. Além disso as algas marinhas podem ainda auxiliar no bom funcionamento da tireoide dos músculos.

Uma das algas marinhas que pode proporcionar bons pratos é a Nori, normalmente usada para enrolar o sushi. Ela também pode ser polvilhada na sopa, na salada, batida no suco ou consumida como petisco.

Então o que acha de adicionar as algas marinhas a sua alimentação diária e queimar alguns quilinhos?

 

Conheça a dieta do Vinagre

Que o vinagre tem baixo valor calórico e substâncias antioxidantes em sua composição todo mundo já sabe, mas, você sabe o que ele pode fazer para ajudar na sua dieta?

Durante uma pesquisa realizada pela Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, 30 voluntários se comprometeram a ajudar a professora pesquisadora e PhD em nutrição Carol Johnston que procurava uma forma eficaz de diminuir os LDL (mal colesterol). Carol escolheu 15 destes 30 voluntários para tomarem duas colheres de sopa de vinagre por dia, uma antes do almoço, outra antes do jantar. O outro grupo fazia o mesmo mas com suco de chanberry (fruta nativa dos Estados Unidos).

Johnston não conseguiu cumprir sua missão em relação ao LDL, nenhumas das substancias apresentaram resultados contra isto, mas ela fizera por acaso outra descoberta. A turma do vinagre emagreceu, em média, dois quilos, alguns até cinco.

Desde a pesquisa em 2004, outros trabalhos têm comprovado que o condimento é eficaz para queimar gorduras. “O ácido acético, seu principal componente, influi na termogênese, a energia consumida na digestão para o transporte e utilização dos nutrientes, acelerando o metabolismo.” Explica Carol Johnston.

Dieta do Vinagre:

Para aderir a dieta do vinagre, não é muito diferente do que foi feito na primeira pesquisa que revelou este benefício. Basta ingerir de duas a quatro colheres de sopa de vinagre todos os dias. O ideal é o consumo de uma ou duas colheres, meia hora antes das refeições principais do dia (almoço e janta), mas caso não consiga consumir o vinagre puro ou queira aumentar a dose, basta adicionar a mesma quantidade na comida.

Mas lembre-se: para uma dieta saudável e segura, não ultrapasse de 4 colheres diárias. É importante o balanceamento para que seu corpo receba bem o consumo do vinagre.